top of page

Uma coisa é certa se tratando de relação parental: os filhos aprendem muito com o exemplo. Isso reflete no comportamento, na troca social e também na mesa. Conforme explica a pediatra do Nasce Criança, Dra. Ludmila Schatschneider, crianças que presenciam a ingestão de alimentos pobres em nutrientes e pouco saudáveis, tendem a se espelhar nesse tipo de consumo.



Segundo a nossa nutricionista, Rafaela Arruda Zanelatto, ter atenção àquilo que também é consumido pelos adultos é importante para uma educação alimentar que preserve a saúde da criança. Afinal, qual é a explicação para você poder consumir um ultraprocessado e seu filho não?


Claro que esse tipo de alimento não deve fazer parte da alimentação da criança, mas o fato de você consumir, pode deixar esse questionamento no seu filho, já que para ele, aquele é mais um alimento.


Mais do que alertar os pais sobre os riscos de uma alimentação ultraprocessada e alta em açúcares, também é preciso alertá-los sobre criar hábitos saudáveis e evitar problemas de saúde a longo prazo para as crianças.

Comments


bottom of page