Melasma na gestação: prevenção e tratamento

Crédito: Imgr
Dia Mundial da Prematuridade: como o pré-natal ajuda a identificar fatores de risco da gestação
17 de novembro de 2019
Dia Nacional de Combate ao Câncer: saiba quais são os mais frequentes em mulheres
27 de novembro de 2019

O melasma é uma condição que cursa com o surgimento de manchas acastanhadas na região da face e tende a iniciar ou agravar-se na gestação. O aumento de hormônios como estrogênio e progesterona nesse período causa um aumento na produção de melanina em determinados locais da pele, com a intensificação das manchas.

Mulheres que não estão grávidas mas tomam anticoncepcional também podem ter melasma, informa a dermatologista Juliana Waschow, da Nasce Gestante.

Outros fatores que influenciam no surgimento são: ter a pele mais morena, ter familiares próximos com melasma e se expor ao sol sem filtro solar. “Em um terço dos casos, as manchas permanecem após o parto, mas aquelas que desaparecem podem retornar nas próximas gestações ou pelo uso de anticoncepcionais”, explica a dermatologista.

O tratamento fica limitado durante a gestação porque não se conhecem os efeitos da maioria dos clareadores no bebê. Por isso, a proteção do sol, com filtro solar, chapéus e óculos de sol, é o principal meio de prevenção do melasma na gestação.

Nasce Gestante
Nasce Gestante
Somos um centro de atendimento à gestante que reúne os mais renomados profissionais da área médica e da saúde, de diferentes especialidades, para atender a todas as necessidades da mulher em um só local, com conforto, qualidade e conveniência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *