Grávidas no verão: cuidados redobrados em dias de calor

Passeios com bebês
Passeios com bebês: primeiros dias
26 de dezembro de 2019
Cuidados com o recém-nascido
Cuidados com o recém-nascido: os primeiros dias do bebê em casa
2 de janeiro de 2020
Grávidas no verão

Foto por Cegonha Imagens

A onda de calor que chegou ao Rio Grande do Sul nas últimas semanas deve continuar por todo o verão. A estação sofreu nos últimos anos influência de fenômenos climáticos, como El Niño e La Niña, mas para 2020 a situação vai ser diferente com um dos verões mais quentes da história recente do Estado.

Assim, as GRÁVIDAS DO VERÃO, que vão ganhar bebês em janeiro, fevereiro, março ou abril, devem redobrar seus cuidados. A obstetra Gioconda Lucatel, da Nasce Gestante, traz dicas e conselhos para as futuras mamães que vão enfrentar essa estação. 

“Eu sempre digo que as grávidas de verão são as mais bonitas, andam felizes com suas roupas leves e coloridas, mostram a barriga da gestação e ficam com a pele dourada. Mas tem também a contrapartida de algumas situações que podem ser negativas”, pondera Gioconda. Vamos listar os principais tópicos para prestar atenção:

INCHAÇOS

Edemas (inchaços) são uma parte esperada da gravidez, porém tudo isso se agrava com temperaturas elevadas e o tempo seco. Isso acontece porque o calor dilata os vasos das extremidades causando a retenção hídrica, principalmente nos membros inferiores.

“Chamamos isso de edema da grávida, mais comum nas pernas, tornozelos e pés. Dizemos que é aquele pé que fica parecendo um pãozinho. Geralmente elas deixam de ver os ossinhos do tornozelo (os maléolos medial e lateral). Mas não é motivo de preocupação este tipo de inchaço, chamado edema gestacional”, explica a obstetra.

Os membros superiores também podem inchar. As gestantes relatam perda de força e sensação de amortecimento nas mãos. Esses sintomas podem, da mesma forma, estar ligados com a Síndrome do Túnel de Carpo que acontece com frequência na gravidez pelas mudanças hormonais. 

A vasodilatação também pode ocasionar a hipotensão postural. Isso acontece porque o cérebro demora um pouco mais para vascularizar. Essa situação acontece quando a gestante levanta muito rápido e tem aquela sensação de tontura, visão nublada ou escurecida. A obstetra aconselha que quem sofrer com a pressão baixa invista ainda mais na hidratação e recorra a isotônicos repositores hidroeletrolíticos.

O QUE FAZER PARA ATENUAR OS SINTOMAS

No verão, é difícil evitar que os edemas aconteçam, mas eles podem ser aliviados com algumas medidas. A obstetra da Nasce indica que as grávidas elevem as pernas sempre que possível, até mesmo durante o trabalho, utilizando um banquinho ou um suporte de pernas. É importante que também troquem de posição com frequência, dando uma caminhada a cada duas horas. Em geral, a utilização de calçados baixos é indicada, porém, quando a mulher estava antes acostumada a utilizar sapatos de salto diariamente, a transição deve ser feita de forma mais devagar, e não de uma hora para outra.

A principal indicação é aumentar o consumo de água

A gestante deve tomar 3 litros de água por dia, fora outros líquidos. A grávida queima muito da hidratação na sudorese e na respiração, por isso elas precisam de mais água que uma pessoa normal. Diminuir o sal da dieta também ajuda a manter a hidratação em dia. 

“A questão da hidratação também é um bom preparo para o pós-parto. Muitas mulheres não têm o hábito de tomar apenas água, mas isso é bom para o período de amamentação. A gestante que toma 3 litros de água durante a gravidez vai consumir 4 litros no pós-parto. Eu gosto de indicar a água de coco, preferencialmente a natural, e água saborizada. Refrigerantes e sucos naturais muito calóricos, como de laranja e uva, são contraindicados”.

DRENAGEM LINFÁTICA AMENIZA O INCHAÇO

Além dessas medidas, as gestantes podem investir na drenagem linfática com um profissional especializado. As massagens têm um resultado muito bom, mas são contraindicadas para pacientes hipertensas, pré eclâmpticas e com trombofilia. Outra atividades que pode ajudar é a hidroginástica e os exercícios na água. 

“Esses exercícios trazem uma leveza e podem ajudar a reduzir edemas. As atividades físicas, no geral, ajudam nesse período fazendo uma estimulação periférica dos músculos e da drenagem das extremidades”, explica Gioconda.

Para aproveitar a praia, as grávidas do verão devem tomar cuidado principalmente com o rosto. Durante a gravidez, a pele fica mais propensa ao aparecimento de manchas e melasma, por isso as gestantes devem utilizar protetor solar, chapéu e óculos de sol com proteção adequada.

Leia também
# Gravidez e atividade física: pode ou não pode fazer?
# Grávida pode comer sushi?
# Como evitar estrias durante a gestação

Confira mais dicas no nosso canal do YouTube!

Nasce Gestante
Nasce Gestante
Somos um centro de atendimento à gestante que reúne os mais renomados profissionais da área médica e da saúde, de diferentes especialidades, para atender a todas as necessidades da mulher em um só local, com conforto, qualidade e conveniência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *