Dia Nacional de Combate ao Câncer: saiba quais são os mais frequentes em mulheres

Melasma na Gestação
Melasma na gestação: prevenção e tratamento
20 de novembro de 2019
Café da manhã para crianças
Café da manhã: nutrição e desenvolvimento intelectual
29 de novembro de 2019

O câncer é o resultado de transformações malignas de células do nosso corpo. Uma característica desta doença, a criação de células anormais que crescem além de seus limites habituais – as metástases – é a principal causa de morte associada. Atualmente o câncer já é a segunda principal causa de morte no mundo, responsável por aproximadamente 9,6 milhões de mortes em 2018. E hoje, dia 27 de novembro, é o dia dedicado a falar sobre esse tema no intuito de combater a doença.

Sócio da Nasce, o médico ginecologista especialista em videocirurgias Fernando Anschau explica que um terço das mortes por câncer se deve aos cinco principais riscos comportamentais e alimentares: alto índice de massa corporal, baixo consumo de frutas e vegetais, falta de atividade física e uso de álcool e tabaco.

Nas mulheres, o câncer de mama é o mais frequente, depois do câncer de pele não melanoma, atingindo entre 25% a 29% dos casos novos a cada ano. Assim, ele pode ser detectado em fases iniciais na maioria dos casos, aumentando a probabilidade de terapias menos agressivas e com boas taxas de sucesso.

“Todas as mulheres devem ser estimuladas a conhecer seu corpo para saber o que é e o que não é normal em suas mamas”, explica o médico, referência para a prevenção e tratamento de câncer.

Outro tipo de câncer, o do colo do útero, é causado pela infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus Humano (HPV). A infecção genital por esse vírus é muito frequente e não causa doença na maioria das vezes. Entretanto, em alguns casos, ocorrem alterações celulares que podem evoluir para o câncer.

“O exame preventivo (também chamado Papanicolaou) tem a capacidade de identificar estas alterações celulares, que são curáveis na quase totalidade dos casos. Hoje já contamos com a vacina contra o HPV que protege a mulher contra os tipos de vírus mais frequentes”, informa Anschau.

O útero, para além do colo uterino, também pode ser acometido por alterações malignas. O tipo mais comum de câncer se origina no endométrio, que é o revestimento interno do útero. Assim, este tipo de câncer atinge mais de 6 mil mulheres no Brasil a cada ano, é mais comum após a menopausa e o sinal precoce é o sangramento uterino anormal.

O câncer de ovário é a doença maligna ginecológica mais letal e a quinta causa mais comum de câncer em mulheres. Por ser um órgão que está dentro da pelve, o crescimento de uma tumoração no ovário normalmente ocorre de forma silenciosa. A idade média das mulheres com esta neoplasia é de 60 anos, e o risco de câncer de ovário ao longo da vida é de 1 em 70, mas há mulheres com risco muito maior, especialmente aquelas com mutações genéticas.

Procure seu médico e faça exames regularmente para conferir se sua saúde está em dia.

Nasce Gestante
Nasce Gestante
Somos um centro de atendimento à gestante que reúne os mais renomados profissionais da área médica e da saúde, de diferentes especialidades, para atender a todas as necessidades da mulher em um só local, com conforto, qualidade e conveniência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *