Cérebro de grávida: mito ou verdade?

Dificuldades alimentares na infância: o que você precisa saber
16 de junho de 2020
Apojadura: o que você precisa saber sobre a descida do leite
7 de julho de 2020

Os olhos vão e voltam 3 vezes no mesmo parágrafo e você percebe que não prestou atenção em nada. Ou esqueceu de onde deixou as chaves (de novo). Talvez tenha ido ao supermercado só para comprar manteiga e voltou com 5 sacolas, exceto a manteiga. Esses lapsos de memória são relatos comuns a muitas pessoas em momentos de estresse ou com a vida atribulada, mas é um fenômeno também relatado frequentemente por gestantes. A ponto de existir até uma expressão para denominar essa situação: CÉREBRO DE GRÁVIDA.

Afinal, cérebro de grávida é um mito ou fato?

Dois estudos tentaram encontrar evidências científicas do cérebro mais distraído durante a gestação. Um é de 2007, o outro é de 2010 (esperamos que os pesquisadores estejam acompanhando também as grávidas da pandemia agora em 2020).

O primeiro estudo, publicado no Journal of Clinical and Experimental Neuropsychology, encontrou indícios de que SIM, mulheres gestantes e puérperas apresentaram desvios de concentração e memória, ainda que os mecanismos específicos que causem isso não foram identificados.

O outro estudo mostrou que não havia mudanças significativas na cognição das gestantes, ainda que no terceiro trimestre as participantes tenham desempenhado pior do que nos dois trimestres anteriores nos testes aplicados.

A conclusão é que as intensas alterações hormonais associadas às mudanças mentais e físicas não podem ser ignoradas e, SIM, levam a uma série de emoções e sentimentos que impactam na memória e cognição.

O que muda no cérebro da grávida:

Os hormônios da reprodução (progesterona e estrogênio) podem agir como protetores atuando no cérebro da gestante preparando a mulher para a maternidade, para que ela possa focar especialmente nas necessidades do seu bebê.

Um artigo do Leiden Psychology Blog da Universiteit Leiden (Holanda) relata que estes lapsos de memória relatado pelas grávidas podem ajudar a mulher a deixar de lado coisas irrelevantes e justamente manter a atenção nos cuidados com seu récem-nascido.

A obstetra Tiane Salum, do Nasce Gestante, atende muitas gestantes todos os meses e conta que muitas pacientes relatam exatamente os lapsos e a desconexão com a realidade prática, como mostram alguns estudos. “Elas com muita frequência esquecem os exames, as próprias dúvidas que trariam para a consulta. Os maridos reclamam às vezes trazendo situações engraçadas: a chave do lado de fora da porta, algo da despensa na geladeira e vice-versa; a água fervendo esquecida no fogão, entre outras”, conta a obstetra.

Um relato pessoal da obstetra e mãe

Algumas pacientes também perguntam se a gestação altera o raciocínio. Tiane também é mãe de duas crianças e em suas gestações experimentou esta situação. “Senti exatamente o mesmo nas minhas duas gestações. Na minha família já tenho fama de ‘desligada’ e piorei muito! Os alunos e residentes que me acompanhavam costumavam rir e me dizer que eu andava meio “lenta” ou ‘sequelada’. Por vezes precisava que me repetissem duas vezes o mesmo caso, para orientar algo”, relata.

Quando voltou ao trabalho, após cada licença-maternidade, a obstetra conta que tinha a sensação que o corpo estava ali e a mente em uma realidade paralela. “Este retorno dá até para escrever um artigo inteiro. Mas costumo dizer para as gestantes que, assim como nosso organismo está funcionando com alterações profundas em cada aparelho e sistema, pois estamos gerando um novo ser humano, a natureza parece nos desconectar da vida cotidiana para nos conduzir provavelmente para a conexão mais profunda que a vida nos oferece. Todos nossos outros papéis ou funções outras pessoas podem fazer, mas a função materna nos exige mesmo esta entrega e o aflorar da sensibilidade que nossos filhos tanto necessitam”, conclui.

Leia também aqui no site do Nasce
@@ Útero: características e curiosidades do órgão feminino
@@ Desmistificando a episiotomia
@@ Cuidados com a cicatriz da cesariana

Nasce Criança
Nasce Criança
Nosso propósito é promover o planejamento saudável do desenvolvimento da criança, envolvendo todos os aspectos de saúde, com atendimento pediátrico, nutricional, odontológico e todas as especialidades necessárias nos primeiros anos de vida do bebê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *