Apojadura: o que você precisa saber sobre a descida do leite
7 de julho de 2020
Golden hour: o que é a “hora dourada” do parto
17 de julho de 2020

Foto: @cegonhaimagens

O estado imunológico da gestante é importante para a saúde da mãe e do bebê. Os anticorpos produzidos pela mãe são transferidos para o bebê durante a gestação e a amamentação. Eles ajudam a proteger no início da vida enquanto o bebê desenvolve suas próprias defesas.

As vacinas durante a gestação têm como objetivo estimular a produção destes anticorpos e consequentemente ajudar na imunidade do feto. A indicação destas vacinas podem variar de acordo com cada país.

Vacinas recomendadas pelo Ministério da Saúde:

Triplice bacteriana acelular tipo adulto (difteria, tétano, coqueluche): dTpa ou dTpa-VIP e/ou Dupla adulto (difteria e tétano): dT

Gestantes devem receber uma ou duas doses de dT conforme sua situação vacinal e a dose de dTpa após a 20a semanas, sempre com um intervalo de um mês entre elas.

Hepatite B: são 3 doses para as gestante com intervalo de 1 ,3 e 6 meses respectivamente. Pacientes que possuem resposta vacinal prévia não precisam realizar novamente.

Gripe: gestantes são consideradas grupos de risco para Influenza (gripe), por isso todas devem receber no início do inverno. Quando possível, realizar a vacina tetravalente (só disponível na rede privada) por ter uma proteção mais abrangente contra 4 cepas do vírus.

Vacinas recomendadas em situações especiais:

Hepatite A: a vacina não está contraindicada na gestação e pode ser realizada em situações especiais. São feitas 2 doses com 6 meses de intervalo. Observação: pode ser utilizada a vacina combinada da hepatite A e B quando necessário.

Pneumoccocicas (13V e 23V): não possuem contraindicação na gestação, devem ser usadas a critério médico para pacientes específicos.

Meningocóccicas (ACWY/C/B): não possuem contraindicação na gestação, devem ser usadas a critério médico quando para pacientes específicos ou situações de risco de infecção.

Febre Amarela: é contraindicada exceto em situações que o risco de contrair a doença é muito alto. Pacientes que vão viajar para países que necessitam confirmação da vacinação devem ser isentadas da vacinação pelo seu médico. Em mulheres que amamentam também é contraindicada até os 6 meses do bebe, se a realização for extremamente necessária, deve-se suspender a amamentação por 10 dias.

Vacinas contraindicadas na gravidez

As vacinas tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), HPV e Varicela (catapora) são contraindicadas na gestação. Porém são liberadas durante a amamentação.

Fonte: manuais da Sociedade Brasileira de Imunizações.

Leia também aqui no site do Nasce
@@ Cérebro de grávida, mito ou verdade?
@@ Apojadura: o que você precisa saber sobre a descida do leite
@@ Cuidados com a cicatriz da cesariana

Nasce Gestante
Nasce Gestante
Somos um centro de atendimento à gestante que reúne os mais renomados profissionais da área médica e da saúde, de diferentes especialidades, para atender a todas as necessidades da mulher em um só local, com conforto, qualidade e conveniência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *